Empatia e Simpatia…

 

Um bom dia todo dia, praticamente automático, não é prova de carinho, se falar todo dia, muito menos. É necessário falar todo dia com seu pior fornecedor, é de bom grado cumprimentar os vizinhos e etc.

Lembrar no meio de uma tempestade que o outro tem medo e ligar perguntando se tá tudo bem,  é cuidado.  Se pegar pensando em meio a uma reunião entediante qual agrado poderia ser feito pra pessoa que a gente gosta, é carinho. Ter a sensibilidade de perceber pela voz da pessoa que ela não está em um bom dia e falar palavras confortantes para amenizar o dia dela, é carinho.

Amor, carinho e cuidado é se doar ao outro quando ele precisa, não quando você está disposto. A empatia deveria ser acompanhada desses sentimentos, porém nem nos maiores amores as vezes encontramos esse sentimento, é muito difícil encontrarmos pessoas que se colocam no lugar do próximo antes de sair julgando, até porque, como vamos saber o que o outro tá sentindo se estou de fora, não é mesmo?! E o maior engano, quando achamos que estamos nos colocando no lugar do outro e por isso saímos falando como faríamos e como achamos que a pessoa deveria agir… grande erro.

A empatia é algo que sentimos quando nos colocamos no lugar da pessoa pra tentar sentir por ela e com ela aquele sentimento, é olhar com os olhos do outro o que acontece ali. Não é julgar, não é aconselhar, é sentir, é entender a dor ou a felicidade e compartilhar essa sensação com respeito ao próximo.

A simpatia é a famosa boa educação, é você fazer coisas no automático, por exemplo, dar bom dia no elevador, oferecer ajuda para alguém que precise, falar “bom dia”, “boa noite”, “por favor” e “obrigada”. Sorrir na rua para um desconhecido, isso é ser simpático.

Ter pessoas simpáticas em nossas vidas é algo que favorece demais o bom relacionamento, porém ter pessoas empáticas é algo acolhedor, por isso sempre digo que,  quando precisar escolher entre simpatia e empatia, a escolha deveria ser sempre a empatia.

Pra terminar, e não sobrarem dúvidas entre as diferenças dessas duas palavrinhas parecidas, mas com o significado completamente diferente, vamos a um exemplo, temos a seguinte situação: a pessoa acabou de descobrir que tem uma doença grave. Quando utilizamos a simpatia, nossa frase seria:” Essa situação vai passar, mas pensa, pelo menos você descobriu a tempo de curar a doença”. Quando utilizamos a empatia, a frase seria: “Não sei se consigo imaginar a sensação que você está sentindo agora, mas vamos passar por isso juntos, pode ter certeza que estou aqui com você.”

 

 

Anúncios

Afeto

Somos seres que precisamos de carinho, cuidado, amor. Gostamos de uma atenção extra de vez em quando, de uma mensagem no meio da noite, de um gesto carinhoso inesperado, uma visita inusitada. Não entendemos o motivo que do nada as pessoas que, ontem se declaravam, hoje não lembram direito seu nome.

Não gostamos quando nos julgam, mas adoramos falar dos outros. Óbvio que não somos perfeitos, mas quem é que não gosta de saber que alguém sente um carinho especial por nós, de nos sentirmos queridos, de receber um elogio, então, por que não sermos os fornecedores de tais sentimentos bons?

O amor ao próximo está escasso, porém o amor no Facebook está por toda a parte. Uma declaração de 10 linhas é lindo, mas pensar antes de falar algo que machuque no meio de uma briga é muito mais nobre e demonstra muito mais o amor do que qualquer quantidade de linhas escritas.

Dias…

Esses dias no trabalho, já era final do dia, umas 17:30 mais ou menos, começou um zun zun zun na frente do prédio, escutei umas sirenes, logo depois buzinas, mais sirenes e, então, uma vozes:

-“O que será que aconteceu?”
-“Acho que foi atropelamento”
-“Não! Acho que foi assalto.”
-“Será? Tá o maior transito!”

Eu fiquei na minha mesa, procurando por notícias, por joguinhos, por e-mails importantes na caixa de entrada, fiquei lá procurando alguma coisa pro tempo passar logo até dar 19:30 e eu, finalmente, arrumar minhas coisas e ir pra casa.

Muitas sirenes começaram e eu não resisti e fui até a janela do escritório e me deparei com a cena que todos estavam comentando. Tinha uma mulher jogada no chão da praça, o carro, que eu julguei ser dela, também estava dentro da praça, assim não atrapalhando o tão importante transito em pleno horário de rush.

Vários carros do SAMU, ambulância, CET e polícia em volta da moça. Lá de cima só dava pra ver que os bombeiros/médicos estavam fazendo massagem cardíaca na moça arduamente.

Meu chefe, que já estava observando a cena há uns 15 minutos, disse que já estava nesse episódio fazia tempo. Ele estava visualizando a cena pela super tela potente do celular dele que tem sei lá quantas vezes de zoom. 

Uma multidão em volta dos médicos e bombeiros e os mesmos em cima da moça. Todos os carros que passavam davam uma paradinha pra olhar o que estava acontecendo.

Ficamos naquele sufoco de tentar entender o que acontecia, na esperança da mulher dar algum sinal de vida por mais uns 20 minutos. Não entendendo bem o que acontecia, até porque estávamos no sexto andar do prédio, voltei pra minha mesa pra atender o telefone que não parava de tocar.

15 minutos mais tarde, percebi que meus colegas de trabalho já não estavam mais tumultuados na janela e fui lá ver se a mulher ainda estava lá. Sim, a mulher ainda estava lá, mas a multidão, os bombeiros, os médicos, o CET e os policiais, não!

Nunca vi uma cena tão fria na minha vida. A moça estava coberta com a manta térmica quase enfiada embaixo do carro, o qual ela estava próxima anteriormente, e ninguém, NINGUÉM por perto! Sozinha!

Fiquei tentando assimilar a situação e ai que fui surpreendida, mais uma vez. Uma senhora se aproxima da manta térmica, retira-a e fica olhando para o corpo da moça, depois de alguns segundos chega um policial gritando para se afastar, dando uma bronca na senhora que logo se afasta e sai andando pela praça como se nada tivesse acontecido.

Um tempo depois, com o vento a manta começa voar  e novamente o corpo da moça fica a mostra pra qualquer que passe por lá e, novamente, após de alguns minutos, um policial pega umas pedras e cobre o corpo.

Esse triste fato aconteceu no começo da semana e eu ainda não consegui parar de pensar nele. No dia seguinte ainda escutávamos alguns boatos no elevador do prédio, mas logo foi esquecido pela maioria das pessoas.

Eu não esqueci. Eu não esqueci que aquela pessoa poderia ser um parente seu, uma pessoa próxima e querida e, mesmo não sendo ninguém que eu conhecesse, como o ser humano é tão frio pra deixar um outro largado no meio de uma praça sem o mínimo de respeito a qual esse foi tratado?

Todo mundo é muito solícito pra saber de uma fofoca, pra fazer algum comentário maldoso, mas quando o assunto é amor e respeito ao próximo parece que coisas banais, como o transito e o celular de última geração são bem mais importantes.

Não sei descrever direito o sentimento que me deu ao ver tudo isso e depois ficar sabendo que a moça com aparentemente 35/40 anos, asiática,  simplesmente estava dirigindo seu carro, começou a passar mal, entrou dentro da praça e começou pedir ajuda, pois sentia uma dor muito forte no peito passou. 

Um dia para nós pode ser o dia para muitos, o melhor dia, o pior dia, o dia, um dia. Esse para mim foi um dia diferente, um dia em que eu parei pra refletir como “jogamos fora” vários dias de nossas vidas com comentários inoportunos, com ações indiferentes, com, simplesmente, dias comuns que não nos trazem nada de bom. O que você faz para o seu dia não ser só um dia?!

Pensei muito sobre isso e para mudar isso. E você?

Dica de presente pro dia das mães <3

Dia-das-Maes

Sei que ainda está um pouco longe a data comemorativa, mas como minha mãe sempre fez e ainda faz tudo por mim, não posso deixar passar essa data em branco. Quando vai chegando final de Abril já começo a pensar: O que eu poderia dar pra ela no dias das mães que eu ainda não tenha dado e que seja útil?!

Não sei se consigo fugir muito dos presentes clichês, como sapato e bolsa, mas juro que me esforço bastante. Já andei pensando em alguns itens, mas ainda não decidi o que darei, então vou fazer uma listinha pra expor o que eu pensei e pra dar umas dicas pra quem sempre fica meio perdido/a assim como eu pra presentear essa pessoa tão importante em nossas vidas, nossas mães.

1.Livro

Minha mãe gosta bastante de ler, então se eu escolher algum livro interessantes tenho certeza que ela gostará muito do presente. Um livro que eu dei pra minha mãe e ela gostou bastante foi o Simplesmente Acontece da Cecilia Ahern.

Gastei em média R$25 comprando pelo site Submarino.

2.Kit da Body Store ou similar

Esses kits são pras mães que são apaixonadas por cremes de mão, pé, perna e tudo quanto é tipo de creme e cuidados com o corpo. Essas lojas sempre tem kits interessantes de sabonetes, perfumes, cremes, esfoliantes e encontro muitos outros produtos interessantes de beleza para cuidar do corpo. As fragrâncias são maravilhosas, vou deixar o site das duas lojas que eu mais gosto de montar esses kits de presente.

O interessante é que nessas lojas você pode escolher a faixa de preço que você quer gastar.

Body Store

Mahogany

3.Pulseira Life da Vivara ou Pandora

Se sua mãe já tem uma dessas pulseiras, um presente que fica muito legal de dar, com certeza, são os pingentes dessas pulseiras! Pra minha sorte, minha mãe ganhou uma Life da Vivara do meu pai e eu sempre que to em dúvida compro um pingente e ela ama! Tomem cuidado: os pingentes da Pandora entram na pulseira da Vivara, mas os pingentes da Vivara não entram na pulseira da Pandora!

Os pingentes originais custam a partir de R$90 em média.

E a pulseira em si uns R$200.

4.Chocolate

Quem não gosta de chocolate? Esse é um presente que é sempre bem vindo!

A Cacau Show, Kopenhagen, Ofner e Chocolates Brasil Cacau, sempre terão alguma opção legal pra você presentear quem você ama.

O legal é que os preços variam bastante entre essas quatro lojas que indiquei.

5.Flor

Qual mulher não ama receber flores? É um gesto lindo, nunca sai de moda e flores sempre são bem vindas, dá vida para casa e alegra o coraçãozinho de quem as recebe.

6.Roupa

Se você sabe o gosto da sua mãe e a loja que ela mais gosta, é um ótimo presente! Eu, particularmente, não gosto muito de dar roupa pra minha mãe porque nossos gostos são bem diferentes, mas todo presente é válido e é a intenção que realmente conta.

7.Bolsa

Por mais que seja um presente clichê, qual mulher não gosta de ganhar bolsa? Eu amo! Já dei umas duas bolsas pra minha mãe em datas comemorativas, adoro escolher bolsa pra ela e saber que depois do presente dado também poderei pegar emprestado.

8.Sapato

Mais um presentinho clichê que todo mundo ama, adoro ganhar e dar sapato. Um tipo de calçado que eu acho super legal dar de presente é chinelo Havaianas, é sempre útil e tem um modelo mais lindo que o outro.

9.Loja Imaginarium

Essa loja sempre tem alguma coisa muito criativa, interessante e inimaginável como opção de presente. Eu sempre encontro alguma opção legal e bem útil quando não sei mesmo o que dar.

Uma coisa que me chama bastante atenção na loja são os modelos das bolsas, são sempre criativos e bem lindinhas.

O preço vária muito, então você pode ver qual é seu orçamento pro presente e escolher algo interessante pra sua mãe.

Deem uma olhadinha no site e vocês vão entender um pouquinho melhor o que eu estou falando 😉

Loja Virtual Imaginarium

10.Cartinha ou algo artesanal

Se a grana estiver meio curta nessa época, por que não fazer você mesmo o presente da sua mãe? Tenho certeza que ela vai adorar! Se você não é muito criativo, escreva uma carta! São presentes simples e que as mamães adoram receber, demonstra um carinho enorme e sempre ficam guardadinhos com muito amor.

Essas são algumas opções de presentes!

Vocês tem mais ideias? deixe nos comentários e vamos ajudar fazer com que esse dia seja especial para as pessoas que sempre cuidam de nós. ❤

Beijinhos :*