Depressão, 13 reasons why, Bullying, Respeito…

Depressão, bullying, assédio, adolescência, desafio da baleia, machismo, vida escolar, entre outros… são temas que estão sendo super discutidos no momento. Machismo vou deixar para um próximo post porque vai além do que caberia aqui, na minha opinião.

Esses temas são delicados, são difíceis de conversar com os filhos? Eu não sei. Na minha casa sempre tivemos uma conversa bem aberta sobre tudo, minha mãe conversava comigo e conversa com meu irmão tranquilamente sobre tudo que perguntamos e escuta nosso ponto de vista e nos coloca o dela.

Tenho uma preocupação gigantesca com meu irmão, ele tem 10 anos e é super antenado em todas as redes sociais, Youtube e sabe mais das notícias do que eu. Me vejo no papel de conversar com ele sobre esses temas “polêmicos” e tentar aconselhar sempre que possível ser gentil com o próximo e contar tudo que o incomoda para que possamos ajuda-lo.

e117822ee765cbd9f8cd699bc4a31d94                                                                                (Fonte: Pinterest)

A série 13 Reasons Why surgiu do livro Os Treze porquês do Jay Asher. Eu já li o livro e fiquei super incomodada ao final da leitura, mas amei. Comentava com todos meus amigos sobre ele, porque eu realmente acho que é um livro que levanta temas que precisam ser discutidos na sociedade, agora, com a série e toda essa repercussão que está dando é uma ótima abertura pras pessoas verem como suas atitudes afetam de maneira direta e/ou indireta as pessoas ao seu redor.

Vendo a série fiquei super intrigada com a história e achei sensacional como a Selena e toda a produção conseguiram transformar a história do livro em algo tão comovente, tão real, eles conseguiram retratar, acho, que exatamente o que o autor queria quando escreveu o livro. Não sei vocês, mas eu consegui me ver em várias cenas como Hanna, como Jess, como Alex e outros personagens. Eu chorei,  eu ri, eu fiquei com friozinho na barriga, fiquei perturbada, senti injustiça e vontade de fazer justiça em vários momentos da trama, mas ao sentir tudo isso também parei pra pensar na sociedade em que vivo e como tudo isso é real.

Se só vendo e lendo eu já senti tantas misturas de sentimentos, imagina quem sofre as ameaças, quem vive com depressão, quem não vê outra saída além do suicídio. A série aborda esse tema e chama atenção pro fato de como a Hanna lidou com suas angustias, seus medos, suas tristezas, mas e as outras Hannas? As Hannas da vida real que, além do bullying e da depressão desencadeiam outros tipos de doenças como ansiedade, insônia, pânico, bipolaridade e diversas outras doenças psicológicas?! Não se pode fingir que não há nada acontecendo, é preciso estender a mão e ajudar meninas/meninos/homens/mulheres que passam por isso. A sociedade não é boazinha e a sociedade é feita de pessoas como eu, como você, como nossos vizinhos, parentes e conhecidos.

Acredito que nada vai mudar de uma hora pra outra, mas a conversa precisa existir, o diálogo, as palestras nas escolas, nas empresas, os pais ensinando seus filhos o que é respeitar o próximo. As palavras que resumem esses acontecimentos são falta de RESPEITO e EMPATIA na nossa sociedade.

Respeito significa ter consideração pelo próximo. Empatia significa se colocar no lugar do outro e sentir como ele se sente. Ou seja, essas palavras querem dizer: não faça com o outro o que você não quer que façam com você.

09428445abc59c10035c8041497e7809                                                                      (fonte: Pinterest)

Empatia é uma habilidade mais difícil de se praticar, mas o respeito é uma coisa que aprendemos desde sempre, que escutamos toda hora. O tempo já acabou pra deixar ele lá, esquecido dentro do armário, respeitemos as pessoas para sermos respeitados. Isso só vai fazer bem para nós mesmos. Não há mais espaço para um lugar onde o respeito não exista.

d5c18f928b3555d42574e6e51b985a7b                     (Fonte: Pinterest)

Pratique o respeito na escola, no parque, no cinema, no elevador, em casa, na rua, no trabalho, no avião, no trânsito, na faculdade, no shopping, na praia, no campo, no futebol, na fila, em qualquer lugar que você esteja e ensine para as pessoas o que essa palavrinha mágica pode fazer. Você será mais feliz, as pessoas ao seu redor se sentirão melhor, o mundo será um lugar mais gentil para viver e as Hannas se sentirão mais acolhidas e viverão.

As doenças psicológicas são tão perigosas como as físicas, não tampem os olhos para isso.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s